Vacina contra HIV induz resposta imunológica em 97% dos casos

Uma nova vacina, ainda em fase experimental, contra o HIV induziu resposta imunológica em 97% dos participantes de um ensaio clínico de fase 1. Os resultados foram publicados na revista científica Science.

Cada um dos 48 voluntários recebeu duas administrações de placebo, vacina de baixa dose ou vacina de alta dose com 8 semanas de intervalo. Segundo os pesquisadores, não foram registrados efeitos adversos graves decorrentes do imunizante, chamado de eOD-GT8 60mer.

Os níveis de anticorpos foram semelhantes entre os que receberam as doses baixa e alta da vacina. No entanto, o último grupo apresentou resposta imunológica maior. “Os resultados estabelecem a prova clínica de conceito para a estratégia” usada no imunizante, lê-se no artigo.

As vacinas que induzem anticorpos com características genéticas predefinidas e especificidades de ligação prometem combater vírus com alta diversidade antigênica, como HIV, influenza, vírus da hepatite C e betacoronavírus”, disseram os pesquisadores.

Um dos desafios de se criar uma vacina contra o HIV é que o vírus causador da doença sofre mutações rapidamente. Os cientistas que trabalham na eOD-GT8 60mer buscam resolver esse problema ao desenvolver um imunizante que estimule as células B a induzir os chamados anticorpos amplamente neutralizantes, os bnAbs.

Conforme os pesquisadores, a proteção pode ser alcançada se as vacinas induzam de forma consistente os bnAbs, “de preferência em conjunto com ampla imunidade de células T”.

Poder 360