Suspeito de matar companheira grávida a facadas em Tibau do Sul é preso no Ceará

Reprodução/Redes sociais

Genesio Alves de Moura, suspeito de matar a sua companheira, Maria Raquel da Silva, que estava grávida de 7 meses, em Tibau do Sul, foi preso no último sábado (15) no município de Fortim, no Ceará. O crime aconteceu no dia 20 de fevereiro de 2022. De acordo com investigações da Polícia Civil, Genesio atraiu a vítima, que tentava terminar o relacionamento, para a Praia das Emanuelas. No local, ele tentou esganá-la e, por fim, a atacou com vários golpes de faca. Na sequência, ele pegou um ônibus e fugiu para o município cearense.

Ao ser preso, o homem disse à polícia que não se lembrava do que tinha feito. “Ele disse que estava bêbado e não recordava do que tinha feito. Ele se lembrava de todo o resto, como ter fugido, abandonado o carro na BR-101, de ter pego um ônibus… menos de ter esfaqueado a mulher”, detalhou o delegado Rafael Laboissiere, da DP de Areia Branca.

Genesio e Maria Raquel viveram juntos por cerca de 20 anos. Ainda segundo a polícia, o relacionamento dos dois era considerado abusivo, uma vez que ele a agredia com frequência. A gestação, inclusive, seria resultado de um estupro praticado pelo homem, que também é investigado por estupro de vulnerável.

O mandado de prisão preventiva, expedido pela 2ª Vara da Comarca de Areia Branca, do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN), foi cumprido por policiais civis da 39ª Delegacia de Polícia (DP de Mossoró), com ajuda da 42ª Delegacia de Polícia (DP de Areia Branca) e da 44ª Delegacia de Polícia (DP de Tibau).

Genesio de Moura foi encaminhado para o sistema prisional, onde permanecerá à disposição da Justiça.