Remo Fonseca (PP) é eleito prefeito de Ipanguaçu por 29 votos de diferença; município realizou eleição suplementar neste domingo (5)

Remo Fonseca (PP) venceu Jefferson Santos (PL) por 29 votos de diferença e foi eleito prefeito da cidade de Ipanguaçu neste domingo (5).

Remo recebeu 5.278 (50,14%) votos , contra 5.249 (49,86%) votos do candidato Jefferson. O mandato vai até o fim de 2024, quando ocorre o pleito eleitoral regular. A cidade precisou realizar eleição suplementar.

Eleição suplementar

O Tribunal Regional Eleitoral do RN (TRE-RN) decidiu em dezembro do ano passado por novas eleições no município. O prefeito eleito em 2020, Valdereto (PL), teve o mandato cassado junto com a vice, Mara Carmelita (PSB) em novembro do ano passado. Eles são acusados pela Justiça Eleitoral de captação ilícita de sulfrágio e abuso de poder político e econômico durante o pleito de 2020.

Com isso, no dia 17 de novembro do ano passado, o então presidente da Câmara de Vereadores de Ipanguaçu, Jefferson Santos (PL), conhecido como Gordo Filho, assumiu o cargo interinamente. Neste ano, no entanto, foi eleito um novo presidente da Casa pelos parlamentares, Doel Soares (PL), anulando a eleição do presidente anterior. E então começou o impasse.

Inicialmente, uma decisão judicial manteve Jefferson Santos no cargo. Dias depois, no entanto, uma outra decisão colocou Doel Soares como prefeito. Sem conseguir acessar o prédio da prefeitura, ele precisou contratar um chaveiro para entrar.

Com informações do G1RN