Polícia prende comerciante que estava sorteando mulher no interior do RN

Reprodução/Redes sociais

“Sorteio de uma mulher e uma grade de cerveja, a cartela custa 30 reais, no antigo bar de João, acampamento 2, sábado às 2 horas da tarde, venham saborear a nutela (sic)”. Esse era o anúncio feito pelo dono de um estabelecimento em Riacho da Cruz, no Oeste do Rio Grande do Norte. O homem acabou preso nessa quarta-feira (1º), pela Polícia Civil.

Um áudio compartilhado nas redes sociais explicava como seria o sorteio. “A cartela é 30 reais, com direito a mulher que for sorteada. Quem ganhar, ganha a mulher, com direito a três pegadas e uma grade de cerveja”, contava.

Ao tomar ciência da situação, a Polícia Civil foi até o local onde aconteceria o sorteio e encontraram o suspeito. Além disso, os policiais descobriram que o estabelecimento funcionava como uma casa de prostituição.

“Chegando lá, a equipe constatou que se tratava de uma casa de prostituição, onde garotas eram exploradas sexualmente. O dono do estabelecimento foi preso. As vítimas foram ouvidas e liberadas. O autuado foi conduzido ao presídio de Apodi”, contou o delegado.

A pena para o suspeito pode chegar a 5 anos de prisão, além de multa.