No RN, 47% da água potável é desperdiçada durante distribuição

Nesta quarta-feira (22) é celebrado o Dia Mundial da Água, que tem como objetivo alertar a população sobre a importância da preservação desse elemento, tão essencial para a sobrevivência de todos os ecossistemas do planeta.

Um estudo feito em 2020 pelo Instituto Trata Brasil aponta que 40% de toda água potável captada no país é desperdiçada. Esse desperdício pode acontecer por diversas razões, seja pela falta de manutenção de equipamentos públicos; pela elevada pressão de água para o abastecimento; extravasamento e vazamento nos reservatórios; ligações hidráulicas clandestinas, entre outras.

Dados mais recentes do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS) apontam que o Rio Grande do Norte perde aproximadamente 47% da água potável ao longo da distribuição. O índice se equipara à média da região Nordeste, que é de 46,15%.

De acordo com a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern), apesar de alto, o desperdício melhorou nos últimos anos. “Esse cenário é bem diferente do observado dez anos atrás, quando as perdas estavam em aproximadamente 60%”, disse o diretor-presidente da Caern, Roberto Linhares.

O gestor ainda alegou que as perdas não representam diretamente o desperdício de água. “Parte das perdas ocorrem por causa dos desvios, submedição e outras questões, ou seja, a água está sendo utilizada”, disse.

Esses desvios causam prejuízos econômicos, como perda de faturamento. O desperdício, por sua vez, gera impactos ambientais. “As fraudes prejudicam o sistema na totalidade, pois não são quantificadas, prejudicando o equilíbrio do abastecimento. É importante que denúncias sobre esse tipo de crime sejam informadas à Caern pelos canais de atendimento. Ao constatar a irregularidade, a Caern aplica multas e suspensão no fornecimento de água. A multa pode variar de acordo com o cálculo do acumulado atrasado. Furto de água é crime e é passível de prisão”, alertou Roberto Linhares.

Para evitar esses impactos e as penalizações, é importante que a população se conscientize sobre o uso racional da água. “A Caern tem trabalhado de forma a buscar a sustentabilidade e para fazer a sua parte. Além disso, tem trabalhado para conscientizar a população sobre este papel, seja através de divulgações periódicas sobre o tema, seja através de educação ambiental. Uma programação está sendo montada para o Dia Mundial da Água e deverá trazer uma novidade sobre educação ambiental para crianças e adolescentes”, revelou o diretor-presidente.

Novo Notícias