Hospital de Canguaretama vai virar policlínica; investimento é de quase R$ 5 milhões

O Governo do Estado vai investir cerca de R$ 4,7 milhões para transformar o antigo hospital de Canguaretama em uma nova policlínica que atenderá toda a população do diversos consultórios com mais de dez especialidades médicas, laboratórios, exames, salas de pequenos procedimentos e cirurgias e farmácia.

O edital de licitação da obra foi lançado na semana passada e apresentado oficialmente às autoridades da região nesta segunda-feira (27). O projeto é de recuperação total da estrutura, que data de 1974. A previsão é de 300 dias de trabalho. A ação é fruto da parceria entre as secretarias de Estado da Saúde Pública (Sesap) e da Infraestrutura (SIN).

“Essa policlínica vem para garantir exames e um atendimento de qualidade para a população de toda região. A proposta é ofertar integralmente um ambulatório especializado com uma equipe multidisciplinar, para que as pessoas não precisem mais ir a Natal”, afirmou o secretário de Saúde Pública, Cipriano Maia, durante visita a Canguaretama.

A obra é parte de um pacote organizado pela parceria entre Sesap e SIN para execução de emendas parlamentares destinadas a outras nove unidades de saúde da rede estadual. O plano totaliza mais de R$ 45 milhões em investimentos, entre recursos federais e do Governo do Estado. “Esse projeto é fruto de uma maratona. Fizemos uma reestruturação completa ano passado, além da elaboração em conjunto com mais nove unidades de saúde. É um grande programa e um exemplo de integração do Governo”, ressaltou Gustavo Coelho, titular da SIN.

Grande parte da verba para a recuperação do prédio é oriunda de emenda apresentada pela deputada federal Natália Bonavides. “Fico muito feliz por estar aqui hoje. O trabalhador sabe da importância do SUS e a gente quer que a policlínica seja o símbolo desse novo momento para a saúde pública do Brasil”, disse a parlamentar.

A instalação da policlínica será feita através da formação de um consórcio interfederativo entre os municípios da região, seguindo a política coordenada pela Sesap desde 2019. “A política de saúde regionalizada é um legado para o RN. Só no futuro teremos a real noção da importância do que está sendo construído agora”, ressaltou o deputado estadual Francisco Medeiros. O deputado destinou recursos para a compra de equipamentos da policlínica, assim como o ex-senador Jean-Paul Prates, que foi representado por assessores na visita.

Em abril, a Sesap deverá reunir-se com as gestões municipais para retomar as discussões em torno da criação do consórcio, que fará a gestão da policlínica. “A gente anseia por esse momento de abertura da policlínica. Sozinhos não conseguimos atendimento qualidade, o consórcio é a solução”, defendeu a secretária municipal de saúde de Canguaretama, Josimary Teixeira. 

A licitação foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) de quinta-feira (23) e as propostas das empresas serão recebidas até o dia 26 de abril. A expectativa da SIN é de que a ordem de serviço para início das obras seja efetivada entre junho e julho.