Governadora define calendário de pagamento; 13º pode ficar para 2 de janeiro

Mesmo sem a Assembleia Legislativa ter, até agora, aprovado o crédito extraordinário de R$ 1,7 bilhão pedido pelo Governo do Estado, a govenadora Fátima Bezerra anunciou as datas dos últimos pagamentos desse ano dos servidores estaduais. O pagamento de dezembro será nos dias 14 e no dia 30, e o 13º até o dia 31 de dezembro.

A governadora, no entanto, fez uma ressalva: o 13º só não será pago em 2019 se os recursos da cessão onerosa não forem enviados a tempo pelo Governo Federal. Caso não seja possível pagar até o dia 30 de dezembro, último dia de expediente bancário, o pagamento ficará para 2 de janeiro de 2020.

“Mas o que importa aqui é garantir aos servidores públicos do meu estado: esse ano, ao contrário de 2018, vai ter 13º no bolso dos servidores públicos do nosso estado. Portanto está garantido o pagamento do 13º. Ou nós faremos até o dia 31 ou, no mais tardar, até dia 2 de janeiro”, afirmou Fátima Bezerra em entrevista nesta sexta-feira (06) à Rádio 96 FM.

Para evitar o atraso no último pagamento do ano, a governadora revelou que o Fórum dos Governadores enviou um pedido ao ministro da economia, Paulo Guedes, e ao presidente da República, Jair Bolsonaro, para que a transferência dos recursos da cessão onerosa seja antecipada.

“Tá previsto pra entrar dia 30. Nós estamos pleiteando a antecipação, que essa transferência seja feita entre os dias 10 e 20”, disse a governadora, sem esclarecer se já houve resposta do Governo Federal.

Sobre a aprovação do crédito extraordinário na Assembleia Legislativa, a governadora explicou que essa é a única forma legal de pagar os salários de dezembro e o 13º de 2019 em razão do rombo orçamentário deixado pela gestão passada.

“Vai ser aprovado, porque é impossível imaginar que a Assembleia Legislativa não vai aprovar o crédito extraordinário. A assembleia tem responsabilidade e eu não tenho nenhuma dúvida. Isso não é uma questão de governo ou oposição, isso é uma questão de interesse público, de interesse da sociedade”, declarou a petista.