Gás de cozinha ficará mais caro no RN; aumento médio de R$ 3,00 com alteração do ICMS, diz Sindicato

O preço do gás de cozinha está mais caro no Rio Grande do Norte. O Sindicado dos Revendedores Autorizados de Gás LP do Estado (Singás-RN) informou que a alteração da alíquota modal de ICMS de 18% para 20% adotada pelo estado resultará no aumento médio de R$ 3,00 no valor do botijão de gás de cozinha comercializado no RN.

A alíquota básica do Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação (ICMS) no Rio Grande do Norte foi reajustada em 20% desde sábado (1). O secretário estadual de Tributação, Carlos Eduardo Xavier, confirmou a necessidade de cumprimento da lei, aprovada na Assembleia Legislativa no fim do ano passado.

Segundo o texto da legislação a alíquota modal passaria de 18% para 20% ao longo deste ano como medida alternativa para cobrir parte das perdas da ordem de R$ 430 milhões, advindas da desoneração dos serviços de telecomunicações, energia elétrica e combustíveis no segundo semestre do ano passado.