Forças armadas não são solicitadas para reforçar a segurança durante as eleições 2022 no RN

Foto: Divulgação/TRE-RN

As eleições deste ano no Rio Grande do Norte serão garantidas pelas forças de segurança do Estado, sem a necessidade de acionamento das Forças Armadas. O secretário estadual da Segurança Pública e Defesa Social (Sesed, Francisco Araújo Silva, disse que o governo tem condições de garantir a segurança do pleito: “O comandante do Corpo de Bombeiros também colocou a disposição, bombeiros militares para reforçar o monitoramento dos locais de votação. Nós na Secretaria de Segurança, temos uma missão do Ministério da Justiça, que é a instalação do Centro de Comando de Controle, que é um acompanhamento a nível nacional para alimentar o Ministério da Justiça de tudo que está acontecendo nos Estados”. O Centro de Comando deve começar a funcionar no dia 1º de outubro e só encerra as atividades um dia depois do fim das eleições, na segunda-feira (03 de outubro).

Já o comandante da Polícia Militar do Rio Grande do Norte (PM-RN), coronel Alarico Azevedo, garantiu que todo o efetivo da PM está escalado para o dia do pleito, para fazer a guarda dos locais, a patrulha e a escolta das urnas. Segundo ele, a fim garantir o acesso rápido às informações relacionadas à segurança, foi desenvolvido um aplicativo em que os comandantes da polícia militar e o Núcleo de Segurança da Presidência do TRE-RN têm informações de quem são os agentes de segurança que estão em cada um dos mais de 1.500 locais de votação no Estado.

A Polícia Civil atuará em regime de plantão nas 10 regionais e na capital. Já a Polícia Federal, deve enviar equipes ainda na sexta-feira, dia 30 de setembro, para Caicó, João Câmara, Caraúbas e Pau dos Ferros para começarem as rondas nesses municípios de forma antecipada. A Polícia Rodoviária Federal terá, entre outras atribuições, a responsabilidade de fazer a escolta e o transporte das urnas que forem sorteadas no dia 1 de outubro, e serão utilizadas na auditoria, que acontecerá durante o período da votação, no dia 2. E ainda participarão do esquema de segurança, as Guardas Municipais dos 38 municípios potiguares que tem o serviço.

Da Tribuna do Norte