Empregada doméstica é presa por ajudar quadrilha que planejava assaltar casa de desembargador no RN

Uma empregada doméstica de 40 anos foi presa nesta terça-feira (21) em Alexandria, suspeita de passar informações a uma quadrilha que planejava assaltar a casa do desembargador Expedito Ferreira, do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.

A mulher é de Parelhas e trabalha na casa da família da namorada do magistrado.

A Polícia Militar informou que soube do caso por meio de uma denúncia anônima. Com isso, foram feitas diligências e a funcionária foi encontrada em um sítio do desembargador, na zona rural de Alexandria. Ela foi encaminhada à delegacia e, ainda segundo a PM, confessou que existia um plano para assaltar a casa do magistrado. A mulher ainda contou que os integrantes da quadrilha atuam nas cidade de Natal e Parelhas.

A Polícia Civil solicitou um mandado de prisão, que foi expedido pela comarca de Pau dos Ferros, e a suspeita foi encaminhada ao presídio feminino de Mossoró. A investigação deve apontar se ela fazia parte da quadrilha ou se estava apenas passando as informações privilegiadas.