Carnaval teve 14 mortes, 310 Boletins de Ocorrência e 42 flagrantes no RN

A Operação Carnaval das forças de segurança do Rio Grande do Norte registrou 14 mortes no período dos festejos neste ano, o que representa uma redução de 30% em comparação com o mesmo período de 2022, quando o Estado contabilizou 20 homicídios.

Em cinco dias, de acordo com a Polícia Militar, foram apreendidas 14 armas de fogo e recuperados 16 veículos. Os militares também autuaram 36 pessoas por embriaguez ao volante e conduziram 160 pessoas às delegacias, além de outras 12 indivíduos conduzidos por violência doméstica.

Nas rodovias federais, a PRF registrou 48 ocorrências, com 46 detenções e oito veículos recuperados.

O chefe da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Sesed), coronel Francisco Araújo, destaca que os números “ficaram dentro do esperado” e considera que a operação foi “tranquila”, tendo em vista que o Carnaval 2023 foi o primeiro em condições de “normalidade” após as restrições da pandemia de covid-19.

A Polícia Civil registrou 310 boletins de ocorrência, sendo a maioria por furto de celulares, segundo o delegado-geral adjunto Herlânio Cruz. Alguns dos aparelhos podem ser recuperados na Delegacia Geral da Polícia Civil (Degepol), que fica no bairro de Cidade da Esperança, zona Oeste de Natal.

Tribuna do Norte