Caminhoneiros da PB, PE e RN se reúnem para definir adesão à greve

Caminhoneiros da Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte, se reúnem nesta quinta-feira (28), para decidir se irão aderir à greve nacional que vem sendo planejada para o dia 1º de fevereiro.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Condutores e Empregados de Empresas de Transportes de Combustíveis e Produtos Perigosos Derivados de Petróleo no Estado da Paraíba (Sindconpetro-PB), Emerson Galdino, a reunião deverá definir as estratégias adotadas caso a greve seja adotada.

“A principal pauta da reivindicação nacional é o aumento do combustível, temos as pautas específicas de cada estado. Vamos discutir isso, as condições de trabalho e o descaso, principalmente em Cabedelo, onde os motoristas muitas vezes passam fome com dinheiro no bolso”, disse.

Galdino afirmou que espera uma posição do presidente da República, Jair Bolsonaro. “Ele poderia ser articular, se colocar como presidente e sentar com os governadores, em vez de ficar criticando eles, se posicionar para retirar os impostos que deixam o combustível nesse valor absurdo”, comentou.