Atualização: Bebedeira terminou com estupro e assassinato no interior do RN

Aos poucos, o caso que chocou a população de Bento Fernandes, no interior do RN, começa a ser detalhado pela investigação policial. Inicialmente, a informação é que um casal teria sido atacado por uma pessoa identificada como “Cleiton” que, além de assassinar o homem, ainda estuprou a mulher dele. Agora, a informação é que o senhor de 51 anos, que foi espancado e morto, na verdade, estava ali tentando defender uma colega de trabalho, que estava sendo estuprada pelo tal Cleiton. 

A história foi contada pelo G1 RN, com base em informações da Polícia Militar. A população teria acionado a PM informando que os três envolvidos no caso estavam bebendo juntos. Em determinado momento, um homem tentou abusar sexualmente da mulher e o outro homem que estava no local tentou defendê-la. Uma briga foi iniciada, resultando no homicídio. A vítima foi identificada pelo Instituto Técnico-Científico de Perícia como Jailton Andrade, de 51 anos. Ele era agente de saúde do município.

A mulher, que era colega de trabalho de Jailton, contou que o trio estava bebendo na noite de sábado (25) em uma cigarreira. No início da madrugada de domingo (26), por volta das 1h, os três foram para a casa dela, onde continuaram bebendo. Ainda de acordo com o sargento, a mulher relatou que foi agredida pelo suspeito, que queria estuprá-la. Durante a briga, ela desmaiou e despertou cerca de três horas depois, encontrando o colega de trabalho morto no local, ao lado dela. 

A mulher estava sem roupas. Segundo o Itep, o estupro foi consumado. 

O suspeito, que tem 35 anos, fugiu do local do crime, mas os militares conseguiram prendê-lo no início da tarde, após realizarem buscas na região e entrar em negociação com ele – isso, inclusive, com apoio da equipe de reportagem do Via Certa Natal. 

Após se entregar, o homem foi encaminhado para a Delegacia de Plantão de João Câmara, também no Agreste. De acordo com a polícia, a confirmação do estupro vai depender dos exames realizados pelo Itep. Porém, há suspeita de que o crime tenha sido praticado. As roupas da vítima foram localizadas perto da Câmara Municipal de Vereadores, no caminho para a casa do suspeito.

96 FM