Acusado de matar ex-companheira na frente dos filhos é condenado a 24 anos de prisão no RN

Franceildo Cardoso da Silva, 27 anos, foi condenando a 24 anos de prisão por matar a ex-companheira, Ana Karoline Ferreira de Oliveira, na frente dos filhos em Mossoró, Região Oeste do Rio Grande do Norte. O júri popular aconteceu na segunda-feira (10) no fórum Desembargador Silveira Martins.

O julgamento durou pouco mais de seis horas, tempo suficiente para acusação e defesa travarem uma batalha para decidir o futuro de Franceildo, como é mais conhecido o réu. O jovem de 27 anos, é acusado de assassinar a golpes de faca a ex companheira Ana Karoline Ferreira de Oliveira, na época com 22 anos, em julho de 2022. Segundo a polícia, o assassinato aconteceu diante dos dois filhos do casal, ainda crianças, um deles especial.

De acordo com as investigações, o acusado não aceitava o fim do relacionamento e no dia do crime, aproveitou o momento em que a ex-sogra saiu de casa, invadiu o imóvel e esfaqueou e asfixiou a jovem sem que ela tivesse qualquer chance de defesa. O feminicídio aconteceu no bairro Aeroporto em Mossoró Após o crime, Leudo fugiu para o Estado da Paraíba onde acabou preso dias depois e foi recambiado para Mossoró.

Após as discussões entre acusação e defesa, o tribunal d júri decidiu por condenar o réu levando em consideração que o paraibano Francieldo utilizou recursos que dificultaram a defesa da vítima, que ele matou a ex-companheira por motivo fútil, questões de gênero e diante dos filhos. Por essas qualificadoras, o conselho de sentença decidiu condenar o comerciário a 24 anos de prisão em regime fechado, pelo feminicídio.

A sentença foi proferida pelo juiz Vagnos Kelly. Em seguida, o acusado foi encaminhado para o sistema penitenciário onde segue a disposição da justiça.

Ponta Negra News